Voltar à Página Inicial

 

Seja Bem-Vindo!

 

Aqui pode encontrar várias informações e actividades desta Igreja.
Queremos convidá-lo a conhecer-nos melhor. Se tiver alguma dúvida não hesite em contactar-nos!

 


 

publicado por ieba | Segunda-feira, 11 Maio , 2009, 12:28

"Cantai, ó céus, alegra-te, ó terra, e vós, montes, rompei em cânticos, porque o Senhor consolou o Seu povo e dos seus aflitos se compadece. Mas Sião diz: o Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim. Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, todavia, Eu, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei; os teus muros estão continuamente perante mim.” Isaías 49:13-16

 
Encontramos nestes versículos um convite de Deus ao seu povo. Um convite para se alegrarem e para louvarem o Senhor pelo seu consolo. Ao invés do povo responder com alegria, respondeu com lamento e queixume. O povo sentia-se desamparado e pensava que o Senhor se tinha esquecido dele. A resposta de Deus ao Seu povo naquela altura, o povo de Sião, é a mesma que o Senhor dá ao seu povo de hoje, a sua Igreja: ”não me esquecerei de ti”.
 
Como Igreja de Deus, neste dia, temos todos os motivos para nos alegrarmos e rompermos em cânticos, porque o Senhor nos tem consolado e tem sido misericordioso para connosco. Ele é fiel e não nos esquece em nenhum momento.
 
Para realçar melhor esta verdade o Senhor nos diz que nos gravou nas palmas das Suas mãos. Meus irmãos, nós estamos gravados nas palmas das poderosas mãos de Deus, de onde nada nem ninguém nos pode apagar. Entendendo isto, como é que podemos ignorar tão grande amor e fidelidade? O lugar que ocupamos no coração de Deus deve encher--nos de reverência e gratidão diariamente. Onde estamos nós gravados? Nas mãos eternas de Deus. Se estivéssemos gravados numa rocha, um terramoto poderia despedaçá-la, se estivéssemos gravados num anel, este poderia perder-se. Mas nós estamos gravados nas mãos de Deus, onde ficaremos protegidos durante toda a eternidade. E estamos nas palmas das Suas mãos, não noutro lugar, para sermos bem protegidos e guardados para sempre. Ele jamais se poderá esquecer de nós: “não me esquecerei de ti”.
 
Deus olha para nós e protege-nos. Ele é fiel sem fim. Estar nas mãos de Deus é estar no lugar mais protegido e seguro que existe. “Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei” disse o Senhor ao seu povo, diz o Senhor à Sua igreja, diz o Todo Poderoso a cada um de nós. O facto de confiarmos que estamos gravados nas mãos de Deus faz com que nos alegremos Nele e o louvemos pela Sua fidelidade, tal convida o versículo 13.
 
Hoje, e em cada dia da nossa vida, precisamos lembrar as palavras de Deus quando nos diz “eis que nas palmas das minhas mãos te gravei”. Ele é fiel e não nos esquecerá jamais “não me esquecerei de ti”. A Ti, Deus da Fidelidade , a nossa gratidão e louvor!
 

Por Noémia Fernandes


Somos uma família cristã. A nossa missão é adorar a Deus, ensinar a Sua Palavra e comunicar Jesus Cristo, o único que pode perdoar, dar a salvação e uma vida de qualidade! 

Versículo do Dia
pesquisar neste blog